Dentre as muitas mudanças na rotina diária provocadas pela pandemia de Covid-19, a higienização pessoal com certeza é um dos grandes destaques. Levar um frasco de álcool em gel na bolsa, lavar as mãos constantemente, deixar os sapatos na porta antes de entrar em casa são alguns dos hábitos incorporados ao dia-a-dia das famílias.

E que é possível que parte deles permaneça!

Assim como os adultos, as crianças têm sido impactadas com esta maior atenção dedicada à higiene pessoal.

Em uma rápida pesquisa no YouTube, encontramos uma grande diversidade de vídeos infantis produzidos para conscientizar os pequenos em ações de prevenção contra o novo coronavírus.

 

Apesar do maior incentivo nestes últimos meses, na verdade, desde os primeiros dias de vida, o asseio infantil é um dos cuidados básicos que devemos ter com a criança. Pois práticas diárias de higiene podem prevenir várias doenças e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida.

Estes cuidados, iniciados ainda na infância, são importantes para a formação de adultos conscientes e para a compreensão da necessidade de manter a prática por toda a vida. Afinal, bons hábitos devem ser adotados desde sempre para evitar problemas futuros.

Com ou sem pandemia, é imprescindível incentivar os filhos a lavar as mãos, tomar banho e escovar os dentes regularmente. Isto sempre explicando, em linguagem de fácil acesso à idade, a importância da prática e as possíveis consequências se não forem seguidas.

Alguns dos hábitos de higiene que não podem ser esquecidos

Lavar as mãos: ao chegar em casa, antes e depois de ir ao banheiro, antes de se alimentar, são os principais momentos para esta ação. As mãos são os membros do nosso corpo que mais se relacionam com o externo (contato com pessoas e diversas superfícies) e, ao mesmo tempo, colocamos nossas mãos na boca, olhos, nariz… Garantir que estejam sempre limpas pode evitar várias doenças, como infecções e até mesmo a gripe.

Cortar as unhas: pode não parecer, mas embaixo das unhas é possível acumular muitas sujeiras com organismos causadores de doenças. Ainda mais em crianças, que muitas vezes estão se divertindo com terra e brinquedos no chão.

Tomar banho: tomar banho é cuidar de todo o corpo, principalmente da pele, maior órgão que serve como uma barreira natural contra os mais diversos microorganismos. Um bom banho evita assaduras, micoses, mau cheiro, sarna, infecções urinárias e outros problemas de saúde.

Escovar os dentes: a manutenção da higiene bucal pode evitar muita dor e estresses futuros. Além da importância estética, a boca é a porta de entrada dos alimentos e onde se inicia o processo digestivo. Os dentes devem ser limpos, com escova e fio dental, regularmente – principalmente após as refeições e antes de dormir.

Como tornar o momento da higiene mais divertido?

Essas atitudes devem ser incorporadas à rotina diária. Contudo, algumas crianças resistem em realizar estas práticas, por diversos motivos. Seja porque não querem parar a brincadeira, ou porque acham que é uma atividade chata.

Mas não é porque o asseio diário é uma rotina que precisa ser penoso, não é mesmo?

De vez em quando estes momentos podem ser realizados com muita diversão, com brinquedos, banheira, balde ou bacia, música, espuma…

O importante é encontrar os caminhos para respeitar o ritmo da criança para o entendimento e execução das ações.

Vamos a algumas sugestões de como tornar a prática da higiene um momento prazeroso.

Explique a verdade

Primeiramente converse com a criança sobre o porquê da importância de cada ação. Na linguagem delas, mas usando os termos corretos e explicando as consequências, de maneira séria. Não adianta contar histórias não verdadeiras porque as crianças um dia descobrirão e isso pode abalar a relação de confiança.

Um bom exemplo é o desenho da Luna. No episódio abaixo ela explica o que são as cáries.

Crie brincadeiras no banho

Que tal fazer aquele penteado divertido com o shampoo na cabeça da criança? Ou sugerir que leve um brinquedo para também tomar banho? Ou até, caso o revestimento do banheiro permita, deixá-la desenhar com lápis hidrocor nas paredes enquanto se lava? Essas são algumas das ideias para um banho mais divertido.

Deixe que escolha os próprios produtos

É possível estimular que a criança escolha os produtos que usa para a própria higiene. Atualmente há uma grande diversidade de produtos e embalagens, até mesmo relacionadas a personagens infantis. A companhia do personagem favorito, ou um sabonete em formato lúdico pode ser um grande incentivo.

Leiam livros e assistam vídeos sobre o tema juntos

Ao ouvir uma história, a criança consegue absorver mensagens importantes a partir da narrativa e do comportamento dos personagens. Da mesma forma, as músicas podem trazer bons ensinamentos, além de ter a capacidade de fazer a criança memorizar a mensagem.

Busque livros e vídeos infantis que falem sobre as diferentes práticas de higiene para que, de um modo natural, a criança compreenda e se divirta com os momentos.

Um bom exemplo disso são alguns vídeos produzidos para o programa Castelo Rá-tim-bum da TV Cultura, que permanecem no imaginário de muitos adultos que se divertiam com as histórias na época.

Alguns deles, sobre tomar banho (que deixei lá no alto desse texto) e lavar as mãos, são clássicos.

Histórias fantásticas para o momento

Que tal estimular a imaginação dos pequenos com a situação vivida ali no banho ou ao lavar as mãos ou escovar os dentes? Você pode criar um trecho, ela outro, e a história vai se desenvolvendo de acordo com a criatividade da hora.

A escovação dos dentes pode ser um momento de luta contra os vilões cáries, por exemplo.

Os dedos, por sua vez, podem ganhar nomes e personalidades próprias enquanto têm as unhas cortadas. Já o banho pode ser uma grande viagem de um pirata em busca de um tesouro perdido embaixo de uma cachoeira.

Nestes momentos, adultos e crianças podem se divertir muito juntos e, além do asseio, realizar uma troca afetiva e darem boas gargalhadas.

Incentive a rotina e a autonomia

Estabelecer uma rotina para a prática de higienização é extremamente importante para que a ação se torne um hábito. Naturalmente a criança saberá que aquele momento é para o banho, para a lavagem das mãos e, gradualmente, poderá realizar tudo isto sozinha.

Assim, incentive a autonomia dela para estas práticas. Ela se sentirá ainda mais responsável e atenta para a importância de cuidar do corpo e da saúde. Mas, não esqueça de dar uma checada final.

Por fim, o que não podemos deixar de pontuar, é que o exemplo é uma das formas mais efetivas para a aprendizagem. Permita que seu filho veja, ou até participe, dos momentos de higiene pessoal, como escovar os dentes juntos.

Gostou do conteúdo? Gostaria de saber mais sobre como incentivar a autonomia entre as crianças? Então dá uma conferida neste texto também!