Dada a sua grande importância, não bastam atividades aleatórias para ensinar ecologia para crianças. A educação ambiental deve ser um valor e prática incorporada na cultura da família. É uma questão de ética.

Para despertar a consciência ecológica nas crianças é preciso começar desde cedo. Caso seu filho  esteja alheio a estas questões, não desista. Sempre está em tempo para receber novos conhecimentos e praticar diferentes hábitos.

Pois bem, são simples ações na rotina diária que podem gerar um imenso impacto positivo nas crianças. É preciso compreender, primeiramente, a necessidade do respeito à natureza, no consumo responsável e na sustentabilidade. Com os maiores, já pode ser trabalhado também o limite de exploração dos recursos naturais e como fazer para preservá-los.

Melhor ainda se o ambiente escolar promove uma rotina de conscientização com pequenas e grandes atitudes. No primeiro caso, o descarte de lixo no lugar indicado, a minimização de uso de material descartável e o contato direto com a natureza podem somar bastante na Educação da criança ou jovem.

Já nas atitudes de maior peso, a escola deve criar um lugar de debate e de eventos voltados à proteção e à preservação da natureza. Podemos exemplificar a ida à praia para recolher o lixo, promover um dia em família na natureza, fazer pesquisas sobre o assunto, criar soluções para os problemas que agridem a natureza e até conhecer mais de perto projetos sustentáveis que já estão em funcionamento.

Devemos agir no sentido de fazer mais pela natureza, reconhecendo sua importância para a sobrevivência do homem e das espécies,  e agir menos como predadores e exploradores vis do planeta.

1 – Promova a convivência com a natureza

A relação com a natureza não pode ser algo distante, apresentado apenas pelo discurso e livros. O cultivo de uma planta, passeios em locais ao ar livre, podem ser experiências divertidas e cheias de aprendizados.

Não é necessário ter um grande quintal ou jardim em casa para o plantio. Uma planta de pequeno porte, como uma verdura, por exemplo, pode ser utilizada para que a criança conheça o processo de germinação e crescimento de um vegetal.

Isto pode produzir um sentimento de cuidado e proteção àquela planta e se estender à toda a natureza.

Aliás, passeios nos parques da cidade, praias, bosques, fazendas, podem servir também para apresentar às crianças diferentes tipos de plantas, animais, solos, biomas, despertando, assim, a curiosidade e o entendimento sobre os diferentes processos do meio ambiente, quando o homem faz parte dele.

2 – Descubra a origem das coisas

Uma forma de trazer o tema ecologia para mais perto das crianças é fazê-las refletir sobre os seus brinquedos, ou outros objetos preferidos, de forma a investigarem a matéria-prima destes itens e como esse material é extraído da natureza.

Com toda certeza, essa reflexão provocará um olhar novo da criança sobre os objetos analisados e ainda pode estimular a conscientização ambiental. É uma ótima oportunidade para explicar sobre as orientações e regras para convívio com a natureza e, principalmente, sobre como devemos preservar os recursos naturais para uma exploração de recursos de maneira sustentável.

3 – Seleção de lixo para reciclagem

Se tem algo que pode até virar um game (se não já existir) é a separação do lixo pela sua classificação. É quando separamos o que será descartado entre plástico, metal, orgânico e ferro. Ou, entre lixo seco e molhado.

A prática pode ser divertida e dinâmica para todos. Contudo, além do exercício, é importante que os filhos saibam muito bem o porquê desta separação e o impacto que cada material pode provocar na natureza depois do descarte.

Com certeza, essa prática pode ser divertida e recheada de curiosidades. As novas informações também trarão novas reflexões sobre o uso de cada objeto.

4 – Seja exemplo

‘Vira e mexe’ essa frase imperativa recai aqui em nossos textos. Não é por falta de criatividade para mudar, não, de forma alguma! A verdade é que o ensino compartilhado com as crianças é validado quando ela percebe a prática nas atitudes e também age.

A principal forma de instruir a criança acerca do relacionamento entre o ser humano e o meio ambiente é vivenciando a boa interação com a natureza e compartilhando com os seus pares.

Isto acontece quando os próprios pais, e/ou responsáveis, alimentam bons hábitos como a economia de água no banho e ao escovar os dentes; não descartam o lixo no chão, nem jogam pela janela do carro; selecionam os resíduos para o descarte correto, respeitam a natureza e prezam por ela nos cuidados e no convívio etc.

5 – Incluir filmes e livros com a temática ecológica

Nada melhor do que assistir a uma boa história que traga uma bela mensagem de incentivo à interação e preservação da natureza. Há literatura também que possibilita de maneira fantástica a conscientização ecológica.

Sempre que possível, dê preferência aos filmes e livros que tratam sobre preservação do meio ambiente. Se tiver dúvida, aqui no blog listamos uma série de produções com a temática educação ambiental: Educação ambiental: 6 filmes infantis para ensinar sobre natureza e preservação.

A consciência ecológica é parte fundamental da educação e o papel dos pais e educadores é fazer com que crianças e adolescentes percebam seu papel e entendam as consequências de suas ações sobre o meio ambiente e suas próprias vidas.

Compartilhe esse texto nas suas redes sociais e comente aqui: como você tem abordado esse tema com seu pequeno?